Dragon Ball FighterZ revive luta em 2D com golpes e combos modernos

A série Dragon Ball faz sucesso nos consoles há alguns anos e em diferentes plataformas seja da Nintendo, PlayStation, PC ou Xbox. A franquia evoluiu e produziu diversos games com temáticas, enredos e jogabilidades diferentes, o último (Xenoverse 2), inclusive, trazia um pouco de multiplayer online e cenários de luta gigantescos para reproduzir o desenho japonês, mas FighterZ bebeu de outra fonte (e uma fonte antiga). O jogo será lançado em 2018 para PS4, PC e Xbox One e coloca até três personagens para se enfrentar contra outro jogador, segundo o teste da BGS 2017.

Dragon Ball FighterZ na BGS 2017
Foto: Rodrigo Rosalinski

O visual mais arcade foi bem utilizado em FighterZ e mostra que o foco do game está na jogabilidade e pancadaria entre os personagens. Há botões de chute, socos, ataques especiais e investidas para inciar combos. Estes, inclusive, são simples para os iniciantes do game começarem a se interessar por FightherZ, mas, assim como ocorre em Injustice 2, os combos são a chave para retirar uma grande quantidade de vida do adversário. E é aí que entra a dificuldade do game. Aliar golpes simples na ordem certa e ainda conseguir inserir um especial recompensa os jogadores mais dedicados. É uma grande chance de FighterZ entrar no cenário de eSports.

Dragon Ball FighterZ na BGS 2017
Foto: Rodrigo Rosalinski

E como os especiais da série Dragon Ball são tão presentes, os mesmos receberam animações para atender ao público fanático pela série. Há a transformação completa de Freeza e o Disco da Morte de Kuririn. Além deles, na versão disponível na BGS 2017, há Cell, Goku, Vegeta, Majin Buu, Androide 18, Piccolo e outros.

Ainda que o cenário seja bem menor que o visto em Xenoverse e Xenoverse 2, ele atende e se compara a outros jogos bem avaliados e lançados recentemente como Injustice 2 e Marvel vs Capcom: Infinite. Porém, os combos permitem golpear o adversário até fora do cenário em uma animação muito bem feita.

Dragon Ball FighterZ na BGS 2017
Foto: Rodrigo Rosalinski

Esse é o meu jogo!

Um comentário sobre “Dragon Ball FighterZ revive luta em 2D com golpes e combos modernos

O que você achou?